sábado, 27 de maio de 2017

ANTECIPAÇÃO DO 13º DOS APOSENTADOS AINDA É INCERTA

O agravamento da crise política no país pode trazer consequências para os aposentados do INSS.A instabilidade em Brasília ameaça o adiantamento da primeira parcela do 13º de aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios.Até o momento, não há nenhuma definição sobre a antecipação da grana no governo e a falta de diálogo preocupa os representantes dos aposentados.A Cobap (Confederação Nacional dos Aposentados) enviou, há 90 dias, um ofício solicitando o pagamento antecipado ao Ministério da Fazenda, mas ainda não recebeu resposta.Em anos anteriores, de expansão econômica e estabilidade política, entre maio e junho costumava-se ter ao menos a garantia do adiantamento.
Comente Agora!

ITABUNA: HOMEM SE JOGA DO ÚLTIMO ANDAR DE FÓRUM APÓS RECEBER SENTENÇA DE PRISÃO

Após receber a sentença de prisão preventiva nesta sexta-feira (26), um homem se jogou do terceiro andar do Fórum Ruy Barbosa em Itabuna, região do litoral sul. A Polícia Civil informou que está apurando o ocorrido e que o homem não faleceu. De acordo com o site Políticos do Sul da Bahia, ele é o engenheiro Mário Luiz, que teria sido preso nesta semana enquadrado na lei Maria da Penha. O homem teria pagado a fiança, mas, acabou sendo preso novamente na quinta. Em audiência, que ocorreu nesta sexta, a juíza teria decretado prisão preventiva, o que o levou a tomar essa atitude. Mário caiu no estacionamento dos juízes e o SAMU o encaminhou para uma unidade médica. Não se sabe o estado de saúde, mas ele estaria enfrentando problemas psicológicos.
Comente Agora!

MEC AUTORIZA AULAS A DISTÂNCIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL 2

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta sexta-feira, 26, um decreto que amplia os casos em que é autorizada a oferta de aulas a distância para alunos dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano). A modalidade poderá ser adotada quando os estudantes estiverem “sem acesso às disciplinas obrigatórias do currículo escolar”. O ensino a distância para o ensino básico (do 1º ano do fundamental ao 3º do médio) já era liberado em “situações emergenciais” em que o estudante está impedido de acompanhar as aulas presencialmente, como por motivos de saúde, ou se encontra no exterior ou privados de liberdade. Com o decreto, o MEC passou a liberar também a modalidade para os casos em que as disciplinas obrigatórias não estiverem sendo ofertadas para os alunos dos anos finais do fundamental. O decreto também alterou as regras para o ensino a distância no ensino médio e superior. As mudanças, segundo o MEC, atendem à reforma do ensino médio – o texto sancionado pelo presidente Michel Temer (PMDB), em fevereiro, já abria a possibilidade para que algumas disciplinas fossem ofertadas nessa modalidade. Os critérios de como será a oferta das disciplinas a distância ainda não foram definidos. Segundo o ministério, eles serão estabelecidos em conjunto com os sistemas de ensino, o Conselho Nacional de Educação (CNE) e Secretarias Estaduais de Educação. (Estadão)
Comente Agora!

LULA RECLAMA A JURISTAS BENEFÍCIOS DE DELAÇÃO DE JOESLEY BATISTA: 'Um escárnio'

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou críticas ao acordo de delação premiada de Joesley Batista, em um encontro com juristas. O petista disse que foi "um escárnio" os benefícios da colaboração e denunciou o que chama de "Estado de exceção". De acordo com a coluna Painel, da Folha, o encontro aconteceu na última quinta-feira (25), quando Lula ainda repetiu que se sente perseguido. A reunião aconteceu em um hotel de São Paulo, a portas fechadas. Todos os convidados deixaram os celulares do lado de fora - os aparelhos foram etiquetados com o nome do dono e devolvidos ao final do encontro. O ex-presidente também chorou ao lembrar da falecida esposa, Marisa Letícia, e disse que não se incomoda em depor, apenas é difícil falar sobre ela. Após falar ao juiz Sergio Moro, ele foi criticado por tentar imputar decisões a respeito do tríplex no Guarujá a Marisa.
Comente Agora!

quinta-feira, 25 de maio de 2017

SENADOR OTTO ALENCAR CRITICA O GOVERNO TEMER

O senador Otto Alencar (PSD) sempre soube a hora certa de se posicionar. Ele, que havia votado pela permanencia de Dilma, não fez como muitos que, assim que Temer assumiu foi aliar-se ao governo. O senador essa semana fez duras críticas em cima do presidente Michel Temer (PMDB), onde não chamou o peemedebista de presidente, mas de “ocupante do Planalto” e disse que o chefe do Executivo nacional está “sujo com a própria lama”. Falou, inclusive, que anda tão desgostoso com o que tem visto que já pensou até em renunciar ao mandato de senador. O cacique baiano cutucou Temer e o aconselhou a renunciar enquanto é tempo. “Eu votei contra o impeachment da Dilma, mas Temer tem tempo para não repetir o mesmo erro de Dilma e sair do Planalto pela porta da frente”, disse. 
Comente Agora!

AQUI SÓ SE FALA NO 'day after' de Temer, DIZ DAVIDSON MAGALHÃES

O presidente do PCdoB na Bahia, deputado federal Davidson Magalhães, avaliou que as manifestações ocorridas nesta quarta-feira (24) em Brasília evidenciaram ainda mais a fragilidade do governo Temer, que seria alvo de articulações que com vistas ao impeachment. 
“O desdobramento do protesto, inclusive com o chamamento das Forças Armadas, mostrou um isolamento político de Temer, que se expressou aqui no Congresso, inclusive criando dificuldades até para seus próprios aliados. No Senado, na Câmara, ele não reúne mais condições políticas. A tentativa de sinalizar para a sociedade que as reformas estavam retomando a economia perdeu base social. Aqui só se fala no 'the after' de Temer”, disse ao Bocão News. 
Davidson disse ainda que Temer “é um moribundo, que está buscando uma saída honrosa que não existe, em função do escândalo que foi a JBS”. “Temos que trabalhar na busca de uma alternativa, lutar por eleições diretas. O golpe quebrou a normalidade institucional e daí derivou um conjunto de crises, econômica, política, social e institucional”, acrescentou. 
Comente Agora!

JOESLEY FALA SOBRE SUPOSTA RELAÇÃO DE FILHO DE LULA COM A FRIBOI

O boato de que o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria dono da Friboi não é recente. Há anos que circula nas redes sociais e nos bastidores de Brasília que Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, seria sócio de Joesley Batista e o verdadeiro dono do frigorífico.
No entanto, Joesley foi questionado pelos procuradores da Procuradoria-Geral da República e o delator da JBS afirmou que a tese não passa de boato.
Segundo o empresário, nenhum dos filhos do petista é sócio das empresas da J&F.
Joesley Batista fechou acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato e foi o responsável por fazer revelações que envolvem o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves. O empresário apresentou uma gravação de uma conversa com Temer no Palácio do Jaburu. Segundo revelou o jornal O Globo, o diálogo tratava de uma suposta "compra do silêncio" de Eduardo Cunha.
Os episódios relatados por Joesley estão sendo investigados e o cenário político no Brasil se agravou ainda mais depois da delação da JBS.
Comente Agora!

TRATAMENTO DE CANCER TIRA JABES RIBEIRO DA DISPUTA POR UMA VAGA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

O ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP) já vem enfretando probelasm de saúde desde o inicio do ano passado quando teve que licenciar-se para fazer um tratamento de oftalmológico. Agora, ele está enfrentando um tratamento agressivo contra um câncer na próstata. Em virtude do estado da doença não foi possível realizar a cirurgia, e o tratamento começou com quimioterapia.
Jabes Ribeiro já despetava até disposição para ser candidato a deputado estadual em 2018, mas por conta da doença teve que abortar a pretensão política para cuidar da saúde.
Jabes já foi prefeito por várias vezes e deputado federal, estava na expectativa de assumir o comando do PP na Bahia e ser candidato a deputado estadual.
Comente Agora!

DEPUTADO AMIGO DE TEMER DEVOLVE R$ 35 MIL QUE ‘faltavam’ EM MALA DE PROPINA

Flagrado em imagens correndo com uma mala recheada com 500.000 reais em propina, o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) informou nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) que depositou, em uma conta judicial do STF, 35.000 reais. O valor é exatamente a cifra que estava faltando quando a defesa do parlamentar procurou a Polícia Federal, na segunda-feira, para devolver todo o conteúdo da mala.
Segundo as apurações da Procuradoria-Geral da República (PGR), a quantia de 500.000 reais representava a primeira parcela da propina a ser paga pela JBS. Conforme a delação de Joesley, a empresa enfrentava problemas no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) envolvendo uma disputa entre a empresa e a Petrobras no fornecimento de gás para uma termelétrica em Cuiabá, que pertencia à holding, e queria pagar para que o Executivo defendesse seus interesses no órgão antitruste.
Na noite desta segunda-feira, a defesa de Rocha Loures devolveu a mala de propina aos policiais federais, mas, conforme documento da PF, na sacola de dinheiro devolvida às 21h20 havia 9.300 cédulas de 50 reais, o que totaliza 465.000 reais. Trinta e cinco mil reais simplesmente haviam sumido.
Em ações monitoradas pela PF e que embasam o inquérito em que o presidente Michel Temer é investigado, o deputado foi gravado tratando da propina com o diretor de relações institucionais da JBS, Ricardo Saud, e depois recebendo o dinheiro numa pizzaria de São Paulo no dia 24 de abril. Nas imagens, ele aparece saindo do restaurante às pressas arrastando a mala de rodinhas e a colocando no porta-malas de um táxi — ele havia entrado no estabelecimento de mãos vazias.
O vídeo foi feito depois de Joesley ter gravado Temer em uma reunião fora da agenda oficial no Palácio do Jaburu. No encontro, o presidente indicou Loures como seu interlocutor para tratar de assuntos de interesse do empresário no governo federal. O deputado, que era suplente até março deste ano, trabalhava como assessor do presidente desde 2011. Naquele mês, deixou o Planalto para assumir a cadeira na Câmara deixada por Osmar Serraglio (PMDB-PR), nomeado ministro da Justiça. 
Comente Agora!

OAB E COMUNIDADE MOBILIZAM-SE CONTRA AMEAÇA DE FECHAMENTO DA COMARCA

Na manhã dessa segunda-feira(22), advogados, serventuários da justiça, estudantes, professores e autoridades políticas do município, reuniram-se em um Ato de defesa da permanência da Comarca de Itapitanga. O protesto teve inicio na porta do Fórum Evaristo Ferreira do Nascimento, na comarca local e seguiu por algumas ruas da cidade até a praça Laudelino Davi dos Santos, na porta da Câmara de Vereadores. O movimento conseguiu chamar à atenção da comunidade sobre o retrocesso que irá causar a população de Itapitanga, caso se confirme a ameaça de fechamento da comarca local, por parte do Tribunal de Justiça da Bahia que pretende fechar 101 comarcas ainda esse ano, alegando dificuldades orçamentárias para mantê-las funcionando. A ideia do Tribunal é promover a agregação das comarcas que irão fechar, designando-as paras a comarca mais próximas. Nesse caso, a de Itapitanga que hoje é agregada à Coaraci, seria fechada e os processos tramitarão em Coaraci.
Para o presidente da OAB Subsescão de  Coaraci, Dr. José Niltom "as autoridades políticas e a comunidade de Itapitanga, Itajuípe, Coaraci e Almadina,  precisam reagir contra essa ameaça que irá prejudicar a todos" advertiu.  Uma Carta Aberta será entregue ao governador da Bahia, à presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, a Des. Maria do Socorro e ao Presidente da Assembléia Legislativa da Bahia, reivindicando a permanecia da Comarca de Itapitanga. O prefeito Dernival Dias Ferreira que esteve presente ao evento falou que na próxima segunda-feira(29), terá uma audiência coma presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, juntamente com uma comitiva de Itapitanga que irá á Salvador para tentar buscar uma saída em conjunto pela permanecia da comarca. Várias lideranças políticas estão sendo acionadas para se engajarem nessa luta. O vereador Joel Fernando já levou ao conhecimento do deputado Davidson Magalhães que garantiu  mais uma vez, que irá se juntar à luta em apoio à causa. 
Comente Agora!